QUEIMADAS FLORESTAIS NA AMAZÔNIA ATINGEM ALTER DO CHÃO

A onda de criminalidade ambiental que ronda a região amazônica há meses, através de queimadas, chegou em Alter do Chão. Moradores e turistas que frequentaram a vila na tarde de ontem, domingo, dia 15 de setembro de 2019, puderam contemplar o belíssimo pôr-do-sol, que se revelou em paisagem ímpar, como cada poente às margens do Rio Tapajós; às costas daqueles que contemplavam esse espetáculo da natureza, ilustrava-se um show de horrores promovido pela intensa queimada que ardia nas matas que separam a vila de Alter do Chão de Ponta de Pedras ao lado do Lago Verde.

Situação de Alter do Chão: o fogo começa a ser controlado na região do Macaco, com toda atenção agora para Ponta de Pedras, onde o foco permanece grande. Os reforços estão chegando por várias vias, inclusive aéreas, possivelmente até amanhã tenhamos boas notícias.

Esclarecemos:
1) fogo foi pior por trás do Lago Verde, na região da APA de Alter do Chão, mas é bom esclarecer que não atingiu a parte de moradias da vila nem a Ilha do Amor, cartão postal do balneário.
2) ainda não se sabe a causa ou origem. Há suspeita de ser criminoso, mas não há nada conclusivo até o momento, investigações em andamento.

Importante esclarecer que houve uma mobilização e união de todos, tanto dos moradores, quanto dos visitantes de fora, além, é claro, dos bombeiros, brigadistas, lideranças, organizações, conselhos, polícias, exército, prefeitura, governo do estado e tantos outros que estão ajudando.

O Festival de Cinema de Alter do Chão se solidariza e trabalha em prol da preservação, da cultura, do cinema, da educação que são elementos fundamentais de transformação de um povo. Esperamos que sejam esclarecidos o mais rápido possível os elementos que levaram a essa devastação da flora e da fauna de Alter do Chão.

Saiba como Ajudar!

A BRIGADA É UM GRUPO INDEPENDENTE QUE TRABALHA DE FORMA VOLUNTÁRIA PARA PROTEGER A FLORESTA E AS PESSOAS DE ALTER DO CHÃO E REGIÃO DO EIXO FORTE.

http://brigadadealter.ga/index.php/como-contribuir/

0 replies

Leave a Reply

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *